O consumo consciente e o greenwashing

por Mike MAZUREK

 

A ideia do consumo consciente é algo que está em voga nos dias de hoje, para que os que não estão a par deste novo movimento a definição de consumo consciente, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente, seria: o “consumo com consciência de seu impacto e voltado à sustentabilidade.”[1], ou seja, um consumo no qual o consumidor está ciente de que o processo de produção daquele determinado produto não provoque danos ao meio ambiente.

 

Com este tipo de consumo o indivíduo deve refletir sobre a consequência do ato de consumir, em virtude a noção básica de que os recursos naturais que existem são finitos e que devemos conservar o ambiente em que vivemos para que futuras gerações não sofram com as nossas ações.

 

Sendo assim, poderíamos dizer que este tipo de consumo seria eticamente correto? Acredito que sim, a partir do momento que agimos em prol do bem estar de futuras gerações e estamos vivendo uma vida mais consciente colocamos em prática um bom modo para se viver e conviver em sociedade.

 

No entanto, existe um porém, logo que empresas notaram este movimento dentre seus consumidores e uma nova estratégia de marketing surgiu para alcançar os praticantes deste novo consumo, o “greenwashing” (que em sua tradução literal significa “Lavagem Verde” ou “pintando de verde”), não é muito difícil de compreender do que se trata esta nova estratégia é simplesmente a velha propaganda enganosa voltada para este novo público, ou seja, empresas vendem seus produtos como se fossem produzidos com processos sustentáveis e/ou ambientalmente corretos, por consequência, os rótulos são invadidos por novas palavras como eco, bio, green, entre outras palavras que remetem ao consumo consciente.

 

Portanto, o consumidor que opta por ir em um supermercado para fazer suas compras deve usar as ferramentas que estão disponíveis para comprovar a veracidade dos rótulos destes produtos, sendo assim, apesar da ideia de consumo consciente ser algo interessante de se colocar em prática as próprias empresas empregam táticas para explorar a ignorância de pessoas que estão preocupadas com seu impacto negativo ao consumir, cabe à essas pessoas buscar conhecimento sobre os produtos, denunciando os produtos que não corroboram para este ideal, e assim finalmente o consumo consciente será posto em prática.

 

Link sobre informações de greenwashing e como denunciar:

http://www.akatu.org.br/Temas/Sustentabilidade/Posts/Conar-define-normas-para-combater-greenwashing-na-propaganda-

[1] Disponível em: <http://www.mma.gov.br/responsabilidade-socioambiental/producao-e-consumo-sustentavel/consumo-consciente-de-embalagem/quem-e-o-consumidor-consciente/item/7591>